lembrem-se do cinco de novembro

e então começa novembro.
sempre foi, de longe, o mês mais esquisito do ano, em que tudo morre e apodrece. mas: já não foram setembro e outubro assim? o que devo esperar?
meu pé cura-se lentamente do torção três dias atrás, e o Escaravelho (porque ainda não dei-lhe um nome) já está quase pronto para trocar de peles, deixando a casca escura e renascendo azul dito turquesa.
– não, tia, é semi-permanente, dura muitos e muitos e muitos meses. e posso retocá-la.
ah, assim é de boa, de boassa, pois não?
– é bom que você tenha essa opção, essa idade de querer usar tatuagens… daqui a um tempo não vai querer mais. ah, também você jamais faria um BESOURO permanente num lugar tão visível, não é?

não, tia. ainda bem que sai quando eu morrer.

– não, tia.

Uma resposta to “lembrem-se do cinco de novembro”

  1. The Kill Says:

    HDIAUHEIAHUEIHAOIUEHAUI
    cara, sua tia é muito engraçada, sem querer!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: