the Public Affairs section of the U.S. Embassy in Brazil is pleased to announce…

cheguei ontem de santos, depois de uma viagem mais longa que o comum por causa do trânsito. eu havia tentado dormir, mas o moishe (moisés, em hebraico ou iídiche ou whatever – não importa – o shih tzu p&b da minha tia que tornou-se o filho que ela nunca teve) insistia em deitar-se com o traseiro apoiado em minha perna, que me roçava incomodamente conforme o movimento do carro. minha tia e meu tio, como sempre, em suas extensas dissecações do ambiente e das pessoas, na típica arrogância exatóide que possuem gentes de economia e engenharia, respectivamente. para ela, a vida não passa de dados a serem organizados, tabelados, analisados, comparados e traçados numa curva. para ele, de números, método e programação. desta vez, a discussão era sobre pet shops – ganhos e perdas, no que acertam, no que erram, comentavam a localização, espaço, serviços oferecidos, especializações, materiais, produtos e até mesmo a tosa dos cães. como sempre, faltou pouco para eles de fato pararem numa pet shop, escreverem tudo num papelzinho e dizerem olhe, com isto os seus negócios com certeza vão melhorar, muda tudo, muda que tá tudo errado! eu às vezes me intrometo nas discussões, confesso. faço observações importantes do tipo: há um restaurante mexicano lá na rua da consolação, ele é todo roxo e laranja; antes a gente pensava que era a pbkids, mas depois vimos que chamava-se CHIHUAHUA e acho que ficamos praí três meses com a convicção de que ERA uma pet shop. não é tão comum roxo-e-laranja ser associado a pet shop?
eles ignoram, claro.
de qualquer maneira…
cheguei ao meu quarto, vi que o meu livro sobre invertebrados que eu havia deixado na mesa estava fechado, ao contrário de sempre aberto em moluscos > cefalópodes, e fui procurar a página para continuar meus estudos dos polvos cirrados. ao abrir, que surpresa!, um papel impresso em inglês.

Applications Solicited from Student Leaders for Studies of the United States Institute

ah, ok. comecei a ler.

The Study of the United Stated Institute is an intensive academic program with integrated study tours whose purpose is to provide groups of undergraduate student leaders with a deeper understanding of the United States, while simultaneously enhancing their leadership skills.

um.
quem disse que eu quero passar meses da minha vida, perder aulas na faculdade, para ir aos estados unidos estudar um intensivão sobre… os estados unidos? diz lá nos detalhes que é mesmo uma imersão nos valores e modo de vida americanos, aulas, palestras e leitura todos os dias o dia todo (eles já avisam que o tempo para assuntos pessoais é insignificante), para proficientes em inglês. debates sobre a vida contemporânea lá, questões políticas, sociais, econômicas. haaaaam, certo, eu não desprezo o valor desse tipo de experiência mas não é exatamente o que tou à procura. era bem do gosto de minha tia, pensei, ninguém mais poderia ter deixado isto aqui.

dois.
inclui um programa para desenvolvimento de liderança. eu não acharia nada mais odiável do que ter aulas de liderança. assim como tantos outros assuntos, acredito que é para natural-born-people. natural born leaders. não sei se sou uma, isso são só os outros que podem dizer, e não acho que uma série de métodos tenha a ver com nada. líderes são empáticos e têm muito tato – sabem tratar das pessoas, sabem o que elas querem e como conquistá-las para lutar em sua causa. vá lá, até é possível aprender alguns esquemas, mas se eu não possuo essas qualidades acabo quebrando no meio.

três.
é mais do que sabido aqui em casa que vou tentar um intercâmbio pro ano que vem, talvez, através da própria faculdade e cumprindo carga horária na universidade estrangeira, aproveitando uma grade de cadeiras que meu curso não tem, ou tem, mas naquela picaretagem. há mesmo condições de ir para os estados unidos nessa merda e depois ficar mais seis meses fora? é, acho que não.

quatro.
ao ver a dimensão que isto tomou, fiquei um pouco surpresa com quantos sentimentos de revolta que a simples descoberta desse papel impresso no meio do meu livro de invertebrados causou. família é foda – todo mundo se agride, e os piores cortes são os silenciosos. se me tivesse sido apresentado de outra maneira, com outras intenções, quem sabe até não seria interessante?

*

almoço de domingo na casa da avó. meu pai foi pegar uns copos no armário, estavam engordurados. mãe, o que é isto, quem anda lavando estes copos? ela, ao invés de admitir que lavou com pressa, ou que não enxerga direito porque é cega de um olho, ou que estava com preguiça – ah, isso acontece, os copos engorduram-se no armário. ha, sim, engorduram-se, pois sim, e até aparecem umas marcas de digitais assim, do ar…
acredito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: